Telefone: (34) 3239-4516 | Email: ceclesec@ileel.ufu.br

Orientações

Orientações para o desenvolvimento de projetos de extensão – 2016

A Política de extensão da UFU, segundo a Resolução 04/2009 do CONSUN, estabelece no capítulo I, Art. 2º, 6 princípios que regem a extensão. Desses, três têm sido atentamente observados pela PROEX ao analisarem as ações de extensão, que assim resumo:

I – integração da extensão com o ensino e a pesquisa;

II – impacto na formação do discente dos cursos de graduação;

III – troca de saberes entre a universidade e a sociedade. É importante destacar como o saber da comunidade externa contribui para o desenvolvimento da ação e como a universidade colabora para a transformação da sociedade, possibilitando o acesso do público ao conhecimento produzido pela academia.

Portanto, não se caracteriza como extensão:

1)      Ações que não são registradas no SIEX.

2)      ações cujo público-alvo é constituído apenas por membros da comunidade interna da UFU. A comunidade externa deve ser protagonista da ação, mas não basta descrevê-la como público-alvo no SIEX. Desde os objetivos, metas, justificativa e metodologia da ação, os três princípios da extensão anteriormente elencados precisam aparecer na ação.

3)      Ações que não contemplem uma relação de mão dupla entre sociedade e universidade.

4)      Ações que não contemplem alunos da graduação na equipe executora ou como público diretamente afetado pela ação. Toda ação de extensão deve ter um impacto na formação discente.

5)      Todo e qualquer evento realizado no ILEEL. O evento para ser considerado extensão precisa apresentar as características extensionistas anteriormente elencadas. Eventos focados apenas em pesquisa não deverão ser registrados no SIEX.

6)      Grupos de estudo ou pesquisa.

Além das características extensionistas, os proponentes devem também se atentar ao público indireto especificado nas ações. A indicação da PROEX é que o público indireto seja no mínimo 3 vezes o valor do público direto afetado pela ação. Esse número foi estipulado com base em uma estimativa de alcance das ações, considerando o número de pessoas que geralmente integram o seio familiar (3 a 4 pessoas).